Revisão do Drupal

Drupal – é um CMS de código aberto gratuito, que é fornecido como base com recursos gerais e conjuntos temáticos necessários para resolver determinadas tarefas, como a criação de lojas virtuais, por exemplo. Geralmente, o sistema é um construtor de sites compilado de módulos que um webmaster organiza na configuração necessária.


Os principais recursos do Drupal incluem flexibilidade e oportunidade para resolver as mesmas tarefas de várias maneiras. Isso torna o sistema popular entre os web designers profissionais, que dão preferência à liberdade de ações acima de tudo. Ao mesmo tempo, o Drupal será uma ferramenta útil para iniciantes. Você só precisa gastar algum tempo aprendendo os conceitos básicos de seu desempenho.

1. Facilidade de uso

Será mais difícil para iniciantes explorar todo o conjunto de recursos do Drupal em comparação com WordPress ou Joomla, por exemplo. No entanto, eles não enfrentarão problemas sérios ao dominar a plataforma. É possível ficar sem habilidades de programação e usar apenas tarefas prontas ou até mesmo baixar o pacote de instalação de software necessário para concluir uma tarefa específica, como lançamento de um site de comércio eletrônico, por exemplo.

Editor do Drupal

Você pode usar o Drupal como base para a organização do site de notícias, lançando um fórum e portal com o componente social desenvolvido, realizando vendas online. Qualquer que seja a sua idéia, você encontrará um catálogo que oferece um módulo ou software gratuito com o conjunto de recursos prontos necessários para concluir sua tarefa com êxito. O conhecimento das habilidades necessárias correspondentes ajudará o usuário a criar módulos independentemente ou editar as extensões disponíveis.

2. Conjunto de recursos e flexibilidade

Drupal é mais uma estrutura de gerenciamento de conteúdo do que um sistema. Geralmente, essa é a base que um usuário preenche independentemente com módulos e aplicativos necessários para um desempenho decente do site.

A própria base fornece uma quantidade muito limitada de ferramentas de gerenciamento de conteúdo. Este não é um erro dos desenvolvedores, mas uma solução bem pensada, destacando a flexibilidade do sistema e sua orientação para desenvolvedores experientes ou para aqueles que estão prontos para aprender, ler fóruns e assistir manuais de vídeo.

No entanto, mesmo um conjunto de ferramentas minimalista vem com elementos que importam muito para um site futuro. Essas são, por exemplo, ferramentas pré-instaladas para a organização de contas de usuários pessoais. Eles ajudam a desenvolver portais em grande escala com fóruns e outros meios sociais de interação do usuário.

Drupal Criar publicação

A base fornece apenas os recursos que são essenciais para criando um site CMS do zero. A formação adicional de funcionalidade é realizada através da integração de módulos, responsáveis ​​pela adição desses ou desses recursos. No entanto, lançar um sistema para projetos semelhantes a partir do zero não é a solução mais conveniente. Por isso, os usuários implementaram a oportunidade de formar pacotes de instalação de software que funcionam muito bem para a conclusão efetiva de uma determinada tarefa.

Suponha que você tenha a intenção de criar uma loja online com o Drupal. Existem duas maneiras de fazer isso aqui, a saber:

  1. Para baixar a versão básica do sistema, encontre e faça o download dos módulos de comércio eletrônico por conta própria e personalize e configure o site de acordo com suas necessidades.
  2. Para baixar o pacote de instalação do software correspondente e criar um site com sua ajuda.

A segunda opção é muito mais simples, mas trata-se apenas do desenvolvimento de tarefas típicas. Se você criar um site com funcionalidade insuficiente, resta apenas uma variante aqui – baixar a base da estrutura do Drupal e adicionar independentemente módulos e aplicativos a ele.

Para ajudá-lo a entender o conjunto de tarefas que você pode resolver com as opções do pacote de instalação de software, consulte a pequena lista de coleções temáticas:

  • Átrio aberto – uma solução comercial com um blog, calendário e lista de tarefas.
  • Drupal Commons 3.0 – uma rede corporativa com direitos de acesso compartilhado, perfis de usuário e notícias.
  • Driggs – uma coleção necessária para criar sites de notícias.
  • OpenStore – um pacote de instalação de software com um conjunto de ferramentas necessário para organizar as vendas online.

A extensibilidade do Drupal tem uma peculiaridade importante, que difere a plataforma do CMS semelhante. Enquanto o WordPress possibilita adicionar um determinado recurso instalando um plug-in, os módulos Drupal são usados ​​principalmente em combinações. Essa também é a solução intencional de desenvolvedores da Web, pois essa abordagem permite que os módulos contribuam para os conjuntos de recursos uns dos outros sem duplicação.

Configurações do Drupal

Para instalar um módulo, você deve primeiro baixar o arquivo no seu computador e adicioná-lo à plataforma através da seção “Extensões” no painel. O Drupal não possui um catálogo integrado conveniente como o do WordPress. Você não vai precisar de módulos aqui.

Por exemplo, para adicionar páginas e conteúdo, o sistema usa a ferramenta visual CKEditor. Para obter as ferramentas mais úteis necessárias para criar publicações, você deve ativar o módulo IMCE. O módulo “Taxonomia” é responsável pela exibição de publicações no site. Isso sem mencionar os parâmetros de SEO, que estão ausentes no conjunto básico.

Drupal SEO

O Drupal atende aos requisitos do mecanismo de pesquisa por padrão, mas para melhorar a posição do seu site nos resultados do mecanismo de pesquisa, você precisará usar módulos. A otimização técnica abrangerá várias etapas:

  • Configuração de alias.
  • Integração de metadados e micro layout.
  • Criação de Sitemap.

O conteúdo é apresentado no sistema no modo de nó – esses são os elementos que vêm com seus próprios URLs. Seus endereços são compreensíveis para as máquinas, enquanto as pessoas podem achar complicado percebê-las, pois diferem apenas nos números disponíveis no final do link..

Drupal SEO

Para criar o URL compreensível para a publicação ou a página, é crucial usar sinônimos – esses são os chamados aliases. Você pode fazer isso manualmente ao publicar a postagem ou automatizar o processo usando a combinação dos módulos Token, CTool e Pathauto.

Para fazer com que todo o sistema funcione corretamente, você precisará configurar o modelo, mas isso é muito mais conveniente do que adicionar manualmente os aliases sempre.

Para criar os metadados exibidos no editor, você também deve instalar os módulos de SEO. Uma das combinações mais populares é o Metatag e o SEO em tempo real do Drupal. Logo após a adição e a ativação, a seção com metatags aparecerá na página de adição e edição de conteúdo. Os módulos também têm configurações. Por exemplo, você pode adicionar as descrições manualmente ou usar o fragmento de texto fornecido automaticamente.

O mapa do site é necessário para a indexação correta dos recursos. Para criá-lo, use o Sitemap XML. No modo automático, apenas a página inicial será adicionada ao mapa. Por isso, é necessário abrir as configurações do módulo e adicionar manualmente outras páginas do site.

3. Projetos

Número de Temas:2000+
Temas Livres&# x2714; SIM
Custo dos Temas Pagos:$ 23- $ 58
Design Responsivo&# x2714; SIM
Classificar por setor:&# x2714; SIM
Edição de código CSS:&# x2714; SIM

O Drupal permite configurar não apenas o design da seção do usuário, mas também o do painel. Essa é outra nuance, que demonstra a flexibilidade do sistema. Isso é especialmente importante para web designers experientes, que configuram o sistema para atender às suas próprias necessidades em todos os aspectos.

Logo após a instalação do Drupal, um usuário obtém acesso a vários modelos padrão. Você pode escolher uma das variantes disponíveis e editá-la ou prosseguir diretamente para o catálogo no site oficial. Ele oferece mais de 2000 modelos – existem os temas que nem têm design responsivo, mas você também encontra variantes contemporâneas. Obviamente, faz sentido escolher modelos responsivos para tornar o site facilmente acessível a partir de outros dispositivos, exceto os de desktop.

A principal desvantagem é a incapacidade de instalar o tema que você gosta desde o painel, pois isso pode ser feito no WordPress. Para adicionar um novo modelo ao sistema, você deve inicialmente baixá-lo no seu computador como um arquivo morto e carregá-lo no servidor do site através da seção Aparência.

O modelo enviado ficará acessível na lista geral de modelos instalados – você só precisará escolher e ativá-lo.

Configurações do tema Drupal

Não importa o quão atraente o modelo escolhido seja, ele deve ser personalizado com vantagens, adicionando / excluindo widgets, configurando menus, escolhendo esquemas de cores, criando logotipos etc. Para concluir essas tarefas, o Drupal oferece duas ferramentas principais:

  • Layout do bloco – o editor visual, no qual o design geral do site é configurado exatamente como nos criadores de sites mais populares – ou seja, arrastando os elementos prontos.
  • Configurações de tema – parâmetros de modelo, usando os quais você pode alterar completamente o esquema de cores, especificar parâmetros de exibição de imagem, configurar logotipo e favicon.

Se você não conseguir encontrar um tema adequado na coleção gratuita de modelos ou não conseguir configurá-lo conforme necessário, poderá solicitar o desenvolvimento do design a web designers profissionais. Felizmente, o Drupal é um sistema bastante difundido e popular para permitir que você encontre um especialista nesta esfera sem problemas..

4. Suporte ao Cliente

É difícil ligar para o suporte ao cliente Drupal muito extenso, mas as opções que ele oferece cobrem a quantidade predominante de necessidades do usuário. Isso preocupa especialmente usuários iniciantes, que se esforçam ao máximo para explorar e dominar todas as nuances da plataforma antes de lançar sites com ela.

Drupal possui uma extensa suporte da comunidade e abundância de materiais educativos que fornecem todas as informações necessárias sobre o uso do sistema, suas especificações, principais recursos e detalhes de aplicativos.

Existe um fórum da comunidade poderoso aqui, que contém vários tópicos relacionados ao Drupal e é atualizado regularmente pelos usuários e especialistas do sistema. Para entrar em contato com a equipe de suporte, é possível usar a opção de email, comunicação por telefone e até mesmo suporte ao vivo.

5. Política de preços

O Drupal está disponível para download ou instalação gratuita no painel encontrado na hospedagem. Os pacotes do sistema podem ser encontrados em coleções ou planos separados do Linux, mas na maioria não correspondem à versão necessária. Portanto, sua aplicação pode não ser bastante segura.

Além da base do sistema, existem várias coleções – por exemplo, a versão leve do Drupal ou a solução pronta para uma loja virtual. Eles também estão disponíveis para download grátis, mas alguns pacotes de instalação de software não foram atualizados por um longo período de tempo. É por isso que, baixar a base e adicionar módulos insuficientes a ela ou instalar o sistema através do painel disponível na hospedagem são as soluções mais seguras.

No entanto, você ainda precisa planejar um determinado orçamento antes de criar um site no Drupal. O dinheiro será gasto em hospedagem (recomendamos Bluehost) e nome de domínio. Este último é comprado por um ano com a oportunidade de prolongamento ou pode ser Pegue de graça. O custo do domínio geralmente depende da zona à qual ele pertence, mas você geralmente deve contar de US $ 15 a US $ 30 por ano. Hospedagem Compartilhada custará quase US $ 3 a US $ 5, contados por um mês.

6. Prós e Contras

A principal vantagem do Drupal já foi mencionada várias vezes. Essa é a flexibilidade do sistema que permite configurá-lo de acordo com suas próprias necessidades. No pacote básico, a plataforma oferece apenas o conjunto mínimo de recursos, mas o uso inteligente de extensões e habilidades o transforma em um sistema universal de desenvolvimento de projetos capaz de resolver tarefas de diversos níveis de complexidade. Outros benefícios são os seguintes:

  • Desempenho sustentável da base do sistema.
  • Código aberto, que acumulou a comunidade de usuários avançados em todo o sistema.
  • Alto nível de segurança.
  • Desempenho mais rápido devido ao descontar do sistema individual.
  • Rica base de documentos extras gratuitos, incluindo temas e extensões.

Qualquer usuário pode criar módulos com o Drupal, mas eles serão adicionados ao catálogo somente após moderação severa. É por isso que, se você usa fontes confiáveis, não enfrenta problemas de malware ou aqueles associados a módulos mal protegidos.

Outra vantagem que deve ser considerada aqui é o sistema de suporte organizado pelos usuários do Drupal. A plataforma é bastante difícil de dominar por iniciantes. É por isso que a maioria dos usuários geralmente enfrenta a necessidade de procurar respostas para suas perguntas em outros lugares. A maioria dos problemas padrão foi discutida nos fóruns de usuários do Drupal, mas se você enfrentou um erro que ninguém encontrou antes, a comunidade pode ajudá-lo a resolvê-lo coletivamente sem nenhum esforço..

O sistema também tem seus deméritos, que são bastante óbvios, de fato. Usuários iniciantes terão dificuldade em mergulhar no processo de desenvolvimento da Web desde o início. Você inicialmente precisará gastar tempo para explorar o mecanismo e ler os fóruns. O processo pode parecer complicado em comparação com o WordPress, por exemplo, mas não é bem assim – você só precisa de mais tempo para entender como tudo está organizado aqui.

Se continuarmos comparando o Drupal com o WordPress, o Drupal terá menos modelos e módulos, o que é bastante óbvio. Todos os melhores elementos e recursos são fornecidos para os usuários da licença paga. A situação é semelhante em outros CMS gratuitos, mas a quantidade de ofertas gratuitas permite que você ignore com êxito essa desvantagem.

Outro demérito é técnico e afeta o custo do site. Drupal frequentemente endereça o banco de dados. Por isso, é necessário comprar hospedagem mais cara para oferecer suporte ao desempenho decente do seu projeto em comparação com outros CMS gratuitos.

Bottom Line

O público-alvo do Drupal sempre incluiu web designers mais experientes, que valorizam a escalabilidade e o poder do sistema acima de tudo. No entanto, a comunidade de usuários profissionais fez muito para tornar a plataforma valorizada pelos iniciantes. O banco de dados de conhecimento e as coleções prontas diminuíram a curva de aprendizado inicial, mas o Drupal continua sendo um sistema bastante complicado e difícil de dominar, em comparação com o WordPress ou os construtores de sites..

Antes de dar preferência a este CMS, você deve avaliar a complexidade do projeto. Recomenda-se usar o Drupal para projetos de grande escala, que definem flexibilidade, sustentabilidade e segurança como as principais prioridades em comparação à facilidade de uso.

Se você tem a intenção de criar um blog ou uma loja virtual com uma variedade limitada de produtos, será muito mais simples explorar e dominar o WordPress ou o Joomla, caso contrário, dê preferência a construtores de sites contemporâneos. São serviços contemporâneos, que oferecem a funcionalidade necessária para resolver uma variedade incrível de idéias sem definir altos requisitos para as habilidades técnicas do usuário.

Experimente o Drupal gratuitamente

Jeffrey Wilson Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
follow me